Notícias

Abertas as inscrições para o PIEE-IPSS – Programa Integrado de Eficiência Energética para IPSS até 28 de Fevereiro

21 de Fevereiro de 2018

O Programa Integrado de Eficiência Energética para as IPSS (PIEE IPSS) é um projeto  promovido pela RNAE – Associação das Agências de Energia e Ambiente (Rede Nacional) e que pretende encaminhar as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) para a Eficiência Energética. No Alto Alentejo, a sua implementação será feita em estreita articulação com a AREANATejo.

O objetivo principal do programa é sensibilizar e capacitar os colaboradores e utentes das IPSS para a temática da Eficiência Energética, através da criação de uma Rede de Coordenadores Internos de Energia (CIE) capacitados para melhorar a eficiência energética do património das IPSS.

O projeto consiste no lançamento de um concurso ao nível das IPSS associadas da CNIS – Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade.  As IPSS que apresentem um melhor projeto e metodologia exequível para a implementação de medidas técnicas concretas (tangíveis e intangíveis) serão distinguidas no final da concretização do mesmo.

Para mais informações, consulte o website do Projecto (http://www.piee-ipss.pt/) e/ou contacte-nos.

Workshop: “A Eficiência Energética como Ferramenta

18 de Dezembro de 2017

Decorreu, no passado dia 13/12/2017, no Centro Cultural de Arronches, o Workshop “A Eficiência Energética como Ferramenta para um Desenvolvimento Sustentável”, organizado pela AREANATejo. No evento, que contou com a presença de mais de 70 participantes (entre municípios, comunidades intermunicipais, empresas e várias entidades de referência a nível local e nacional), foram abordadas as questões relacionadas com a implementação de Contratos de Desempenho Energético e eficiência energética em edifícios municipais e escolares.

Este evento foi organizado no âmbito dos projetos STEPPING e EduFootprint, financiados pelo Programa INTERREG-MED, em desenvolvimento pela AREANATejo nos municípios do Alto Alentejo e foi enquadrado na tarefa WP2 – Divulgação.

AREANATejo marcou presença na 3ª reunião de coordenação do projeto ENERJ

28 de Novembro de 2017

A AREANATejo esteve presente na 3ª reunião de coordenação do projeto ENERJ – Ações Conjuntas para a Eficiência Energética, financiado pelo programa INTERREG-MED, que teve lugar nos dias 22 e 22 de Novembro de 2017 em Valleta (Malta). Este projeto conta com o envolvimento de 11 parceiros
de 9 países mediterrâneos e tem como objetivo principal o desenvolvimento de ações conjuntas como estratégia de melhoria da gestão das intervenções em eficiência energética e promoção de uma abordagem integrada e participada ao nível da poupança de energia nos edifícios públicos.  Saiba mais sobre o ENERJproject em: https://enerj.interreg-med.eu/

projetos-enerj

AREANATejo integra como parceira a Medida GaME – Ganha a Melhor Escola

14 de Setembro de 2017

As Agências de Energia, desde a sua criação, têm desenvolvido um trabalho constante com a comunidade escolar, conscientes de que a escola assume um papel central na formação académica e cívica das crianças e jovens. Assim, as Agências de Energia têm procurado, desde cedo, alertar, sensibilizar e consciencializar os alunos para a temática da energia, do seu consumo e da importância de evitar o seu desperdício. Estas iniciativas têm surgido através de sessões de sensibilização, concursos de ideias, jogos lúdico-didáticos, aulas e teatros temáticos.

Neste âmbito, a AREANATejo – Agência Regional de Energia e Ambiente do Norte Alentejano e Tejo integrou como parceira a Medida GaME – Ganha a Melhor Escola, financiada no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC) 2017-2018, da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Dirigida ao Ensino Secundário e Profissional, esta Medida utiliza a estratégia cada vez mais popular de gamificação na educação (aplicação de elementos característicos dos jogos em ambientes não lúdicos) e pretende envolver os alunos na gestão de energia da sua escola, fornecendo ferramentas que lhes permitam realizar uma auditoria energética simplificada à sua escola, acompanhar em tempo real os consumos energéticos e criar e implementar medidas de melhoria no uso da energia enquanto, paralelamente, participam numa competição entre as escolas aderentes, que funcionará por sistema de pontos, atribuídos a cada tarefa desenvolvida, premiando no final as 10 escolas melhores classificadas (existindo prémios de participação para todas as escolas).

A AREANATejo é responsável pela coordenação e execução desta Medida no Alto Alentejo, envolvendo cinco escolas do Ensino Secundário e Profissional.

AREANATejo implementa medidas de eficiência energética nas Escolas do Alto Alentejo

14 de Setembro de 2017

A AREANATejo mantém a aposta na eficiência energética dos Municípios do Alto Alentejo, e nesta ótica, integrou o Projeto EduFootprint, financiado pelo Programa INTERREG MED em 85% e que tem com objetivo prioritário a melhoria da gestão energética e da redução da pegada ecológica em Escolas Públicas pertencentes à região do Mediterrâneo.

As atividades a desenvolver no âmbito deste projeto assentam essencialmente no teste e na transferibilidade de estratégias integradas de energia nas Escolas, as quais consistem na elaboração e implementação de medidas de melhoria da eficiência energética integradas nos Planos de Ação para a Energia Sustentável (PAES).

De entre as ações a desenvolver no âmbito do Projeto EduFootprint, destacam-se o envolvimento das autoridades públicas em ações de melhoria da eficiência energética nas Escolas (atividades de teste e transferência), a dinamização de campanhas de formação, a informação e sensibilização no âmbito desta temática e a implementação de ações/medidas constantes no PAES Alto Alentejo, nomeadamente no que diz respeito às metas estabelecidas para os edifícios escolares (e.g. melhoria dos sistemas de iluminação, melhoria dos sistemas de climatização e instalação de equipamentos de controlo e monitorização de energia).

Foram dez os Municípios do Alto Alentejo que integraram o projeto EduFootprint, sendo eles: Alter do Chão, Avis, Arronches, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Marvão, Monforte, Ponte de Sor e Sousel indicando cada um deles uma instituição de ensino a envolver.

Em relação às medidas de melhoria de eficiência energética das Escolas, estas focaram-se em 3 campos distintos: a melhoria dos sistemas de iluminação com a instalação de 1.000 luminárias LED, a melhoria dos sistemas de climatização que contemplou a instalação de 6 caldeiras a biomassa e por fim a instalação de 2 sistemas de controlo e monotorização de energia nos quadros elétricos dos edifícios escolares.

Com um investimento total de aproximadamente 33.000 euros, a implementação destas medidas permitirá uma poupança anual na ordem dos 6.000 €, apresentando um período de retorno de 5,5 anos, tendo em conta o cofinanciamento de 85% por parte do Programa INTERREG MED, este período é reduzido para cerca de 10 meses.

Este Projeto tem a duração de 30 meses, sendo que se encontra em curso desde novembro de 2016 e terá o seu término em abril de 2019.